A injunção da participação no campo ambiental ou a questão da incorporação dos "públicos" nos espaços de discussão

Résumé : Quer se fale de "virada" ou de "imperativo" deliberativo, a democracia participativa está no bojo do tratamento dos problemas de meio ambiente, envolvendo o público. Dois problemas são abordados neste artigo: de um lado, a forma particular assumida por essa incorporação de diferentes públicos no que se denomina "democracia técnica"; de outro, os problemas, frequentemente subestimados pelas abordagens críticas da participação, de articulação entre os espaços de discussão gerados pelas questões ambientais e os tópicos tradicionais da vida social regulados pela democracia representativa. Esta análise se baseia em um estudo de caso extraído da aplicação das políticas agroambientais em uma zona úmida, na França, onde a gestão da água é estratégica. As dificuldades encontradas pelos vereadores para ocupar um lugar legítimo no exercício democrático centrado na participação dos diferentes públicos dão margem a uma reflexão sobre a necessidade de repensar a legitimidade da democracia representativa na gestão de problemas que, como aqueles ligados ao meio ambiente, levantam a questão das relações entre ciências e sociedades.
Document type :
Journal articles
Complete list of metadatas

https://halshs.archives-ouvertes.fr/halshs-01008760
Contributor : Swarna Latha Bassava <>
Submitted on : Tuesday, June 17, 2014 - 11:25:00 AM
Last modification on : Tuesday, November 19, 2019 - 1:39:40 AM

Identifiers

Citation

Jean-Paul Billaud. A injunção da participação no campo ambiental ou a questão da incorporação dos "públicos" nos espaços de discussão. Sociologias, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2014, 16 (35), ⟨10.1590/S1517-452⟩. ⟨halshs-01008760⟩

Share

Metrics

Record views

215